Câmara dos Comuns dá sinal verde ao casamento gay no Reino Unido

Câmara dos Comuns dá sinal verde ao casamento gay no Reino Unido:
Britânicos protestaram, em frente ao Parlamento, pela aprovação da lei sobre casamento gay (Foto: Dan Kitwood/Arquivo/Getty Images)
Britânicos protestaram, em frente ao Parlamento, pela aprovação da lei sobre casamento gay (Foto: Dan Kitwood/Arquivo/Getty Images)

O próximo país europeu a permitir o casamento gay deve ser o Reino Unido. A Câmara dos Comuns do Reino Unido deu sinal verde, nesta terça-feira (21), à proposta de lei sobre o assunto. A partir de amanhã, ela será analisada pela Câmara dos Lordes.

>> Walcyr Carrasco: A força do casamento gay
A nova legislação, impulsionada pelo primeiro-ministro conservador, David Cameron, superou a terceira e última leitura na câmara com o apoio de trabalhistas e liberal-democratas, por 366 votos a favor e 161 contra, com a oposição de parte dos deputados "tories".
O projeto para permitir que pessoas do mesmo sexo possam unir-se em casamento na Inglaterra e no País de Gales (Escócia e Irlanda do Norte têm as competências transferidas nessa matéria) entraria em vigor em 2014 se superar os próximos trâmites parlamentares.
A votação de hoje foi uma prova para o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, que enfrentou uma rebelião interna pelo plebiscito sobre a União Europeia (UE) e agora a rejeição de uma parte de seus deputados por conta da legislação sobre o casamento gay. Este projeto, muito respaldado por Cameron, conseguiu superar ontem um forte obstáculo que tinha atrasado a aprovação do texto legislativo quando a Câmara baixa votou contra uma emenda que pedia que o direito dos casais gays de celebrar uniões civis fosse estendido também aos heterossexuais.
Desde 2005, os casais do mesmo sexo podem celebrar uniões civis em cartórios britânicos, o que lhes dá direito e responsabilidade similares ao casamento civil, sem estarem casados. Com essas uniões, os casais do mesmo sexo têm direito, por exemplo, que um deles possa herdar o patrimônio de outro se o parceiro morrer.
Os casais heterossexuais podem contrair matrimônio civil ou religioso no Reino Unido, com todos os direitos que isso implica e as mulheres podem adotar o sobrenome do marido, mas não podem celebrar "uniões civis".
AC
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais Acessados

Mais 1ndic@ções