Ator da Globo detona o BBB 11


Quantcast

Em entrevista ao Portal Terra, o ator Fúlvio Stefanini se mostrou indignado com o reality “Big Brother Brasil”, exibido pela Globo. Ele disse que atração e a proliferação de ex-participantes na TV são “uma coisa horrorosa”.
“É o fazer nada com grande competência”, definiu Stefanini, que concorreu ao Shell por sua atuação em A Grande Volta, do autor belga Serge Kribus, traduzida para o português por Paulo Autran, morto em 2007. A montagem teve a direção de Marco Ricca, a quem o ator definiu como “magnífico”.
Ele conta que Autran era um grande amigo, com quem nunca teve oportunidade de trabalhar em um projeto grande. “A peça acabou sendo uma pequena compensação”, disse.
Stefanini explica que o trabalho no teatro exige mais do que na televisão. “A dificuldade no palco é muito maior do que na TV. No teatro é preciso estar por inteiro, na tela dá para camuflar a cena”, ele explicou.
Ele não nega que a TV tem um certo charme. “Nela também é possível virar celebridade rapidamente, mas depois cortam sua cabeça”, ressalva.
O ator, que fez o personagem Frederico na novela “Caras e Bocas” (2009), acredita que um bom profissional de teatro será um bom também na TV, mas o contrário não é regra.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais Acessados

Mais 1ndic@ções